Notícias

Fique por dentro do mercado agropecuário.

Produção de grãos 2016/2017 está entre 210,9 e 215,1 milhões de toneladas

Sexta-feira, 11 de Novembro de 2016

Nutri Meurer - Grão-Pará - SC.

Segundo a Conab, o crescimento da produção poderá ser de até 15,6% em relação à safra anterior, que foi de 186,1 milhões.
A projeção para a soja é de crescimento de 6,5 a 8,5% na produção, podendo atingir 103,5 milhões de toneladas
A estimativa da safra 2016/17 de grãos pode variar de 210,9 a 215,1 milhões de toneladas, de acordo com o 2º levantamento da safra, divulgado nesta quinta-feira (10/11), pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O crescimento da produção poderá ser de até 15,6% em relação à safra anterior, que foi de 186,1 milhões.

Se confirmada, safra 2016/2017 deve superar perdas do ciclo anterior, diz Conab. Conab estima safra de café em 49,64 milhões de sacas
Também há previsão de ampliação da área total plantada, que deve se situar entre 58,5 e 59,7 milhões de hectares, o que representa um crescimento de até 2,3%, se comparada com a safra 2015/16. Com exceção do algodão e do amendoim primeira safra, todas as demais culturas de primeira safra tiveram incremento de área plantada.

O milho primeira safra deverá ter uma produção de 4,7 a 10,4% superior à passada, alcançando de 27,1 a 28,6 milhões de toneladas. Já o arroz, com a retomada de áreas não cultivadas, registra uma perspectiva de produção entre 11,5 e 12,1 milhões de toneladas, superior à safra passada entre 8,4 e 13,9% , enquanto o feijão primeira safra, também com incremento de área, poderá ficar entre 1,2 a 1,3 milhão de toneladas. A produção é também superior entre 17,3 e 24,4% em relação à última safra.

A projeção para a soja é de crescimento de 6,5 a 8,5% na produção, podendo atingir 103,5 milhões de toneladas. Já a produção de algodão pluma deve crescer de 8,1 a 14,8% e pode chegar a 1,5 milhão de toneladas, apesar da redução entre 6,9 e 1% na área cultivada.

Safra de inverno 2016
Para a safra de inverno 2016, o trigo é o destaque e a produção deverá ser de 6,3 milhões de toneladas, ou seja, 14,5% superior à safra passada. No caso da cevada, há uma leve redução de área, mas a produção será de 331 mil toneladas, com a recuperação da produtividade. A canola e o triticale também apresentaram aumento de área e produtividade. A primeira deve produzir 75 mil toneladas e o segundo, 65,7 mil toneladas.

POR REDAÇÃO GLOBO RURAL

Voltar

Nossos Serviços

dwadwa
Ver mais

Central de Sêmen Suíno Registrada MAPA

Todos os machos da central são da Linha Prêmio.
Ver mais